jump to navigation

Religiosidade e Saúde – uma pesquisa etnográfica em perspectiva Jungiana setembro 24, 2007

Posted by psicologiadareligiao in Jung, Pesquisas em Psic. da Relig., Saúde e Religiosidade.
trackback

A reflexão sobre Saúde e Religião pode ser construída a partir de diferentes perspectivas e pressupostos. O estudo realizado por Mirian Noemia F. do Nascimento contempla o referencial teórico Jungiano para sua pesquisa etnográfica e fenomenológica de um grupo da RCC (Renovação Carismática Católica). Para pensar a relação entre saúde e religiosidade, Nascimento utiliza-se de um conceito de saúde “que comporta aspectos do bem-estar físico, social, ecológico, histórico, psíquico e espiritual” e observa que os preceitos de uma religião “pode levar o indivíduo a adotar uma atitude maior atenção e cuidado consigo mesmo, o que aumenta sua probabilidade de obter saúde”.

O resumo do artigo está publicado no seguinte endereço: http://www.psicologia.com.pt/artigos/ver_artigo.php?codigo=A0359

Para acessar o artigo completo, clique aqui.

Comentários»

1. Letícia Gonçalves - setembro 26, 2007

Olá,

Gostei do blog. Faço jornalismo, mas quase optei por psicologia no vestibular.

Psicologia da religião também parece ser muitíssimo interessante.
Não sei se é pertinente, ainda estou navegando por aqui para ver “qual é”, mas devido ao tema do blog lembrei-me de um caso que está acontecendo no Espírito Santo, onde moro, e que tem gerado grande polêmica e repercussão.

É o caso da denominada seita Tabernáculo Vitória. Trata-se de um grupo de pessoas que decidiu se isolar do resto da sociedade em um conjunto habitacional, convencidos por um autodenominado pastor. Eles se desfizeram de bens materiais e entregaram todo o dinheiro ao líder religioso. Desde então se enclausuraram, afastaram-se de suas famílas. Muitos parentes, principalmente do interior do Estado, ficaram aflitos por não terem notícias dos membros da seita.

A partir daí muitas denúncias foram feitas à imprensa, que diariamente relata a situação da Tabernáculo. Chega-se a temer que os membros da seita façam um suicídio coletivo, tamanha a polêmica que está sendo travada.

Para mais informações: http://www.gazetaonline.com.br, site de notícias que tem acompanhado a história.

2. psicologiadareligiao - setembro 27, 2007

Olá, Letícia,
Obrigada pela visita. Também acho a Psicologia da Religião um campo fascinante, lamentavelmente, muito pouco explorado no Brasil, o que é incrível, pois habitamos um país extremamente religioso, e a abertura a novas experiências religiosas parece constituir-se num traço da subjetividade brasileira.
Interessante o que vc traz sobre esse grupo “Tabernáculo Vitória”. Não tinha ouvido falar sobre isso, até então. Li as matérias da Gazeta, feitas por Letícia Cardoso, onde ela inclui vídeos de sermões do pastor Inereu. Infelizmente, em nosso país, é muito fácil qualquer pessoa levantar-se como líder religioso, abrir uma igreja e arrebanhar fiéis. (Olha o exemplo da Igreja Universal do Reino de Deus – um império hoje).
Pois é, da perspectiva da Psicologia da Religião poder-se-ia fazer um estudo interessante a respeito desse grupo – mas seria necessário mais material para estudo. De qualquer modo, parece-me que se trata de um acontecimento representativo da necessidade que muitas pessoas têm de ser comandadas por um líder de personalidade ousada – alguém que se apresenta com um “self grandioso”, como diz Kohut – pronta para receber as identificações daqueles que portam um “self enfraquecido”, daqueles que necessitam da união com um “self grandiodo” para se sentirem “reconhecidas”, para sentirem que “são”, que existem como pessoas.
Infelizmente, certas formas de religião se estabelecem como “tecnologias de poder”, usadas para limitar o ser em sua potencialidade. Mas há também outras formas de religião e de religiosidade que se constituem como espaços de saúde, pois põem em funcionamento as “forças ativas” e contribuem, desse modo, para um modo de existência mais criador e afirmador da vida.
Volte sempre!
Um abraço,
Mary

3. angelitascardua - outubro 17, 2008

Olá Mary,

coincidência…também sou de Vitória/ES. Estava vasculhando a Net, procurando sites sobre Psicologia e Religião, e caí aqui. Grata surpresa! Para mim, que estudo a Felicidade, o assunto religião é essência poderosa para pensar o significado da vida human. Parabéns pelo Blog!

Angelita Corrêa Scardua.

4. psicologiadareligiao - outubro 17, 2008

Oi, Angelita,
Que legal que vc “caiu” aqui… Interesso-me muito pelo seu tema de estudo… Gostaria de continuar em contato contigo e “acompanhar” sua pesquisa de algum modo. Vamos continuar em contato, ok?
Um abraço,
Mary

5. angelitascardua - outubro 18, 2008

Olá Mary, se você quiser conhecer um pouco do meu trabalho, acesse meu blog no wordpress (http://angelitascardua.wordpress.com). E, claro, vamos manter contato.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: