jump to navigation

Pesquisas em Psicologia da Religião – Estratégias de coping religioso na saúde e bem-estar: a questão do luto dezembro 8, 2007

Posted by psicologiadareligiao in Aconselhamento Pastoral, Aconselhamento Psicológico, Pesquisas em Psic. da Relig., sofrimento.
add a comment

Arriès considerava mórbido não o falar da morte. Ao contrário, nada dizer sobre ela é que é, para ele,  verdadeiramente mórbido.

Carvalho (2007), em estudo sobre luto e religiosidade, faz uma revisão bibliográfica sobre o tema e empreende uma pesquisa empírica a respeito dos tipos de mecanismos de coping religioso utilizados em situações de luto.

Na pesquisa, Carvalho aplica em 32 sujeitos que passaram por uma experiência significativa de luto, o Questionário sobre oLuto (QSL), o Questionário de Avaliação do Sobrenatural (QAS3) e o The Ways of Religious Coping Scale (Worcs).
Um dos achados de Carvalho é que as pessoas que utilizam mecanismos de coping religioso restabelecem com menos complicações o equilíbrio perdido quando da perda de um ente querido.

O trabalho de Carvalho, produzido como Monografia de Conclusão do curso de Psicologia está disponível em: http://www.psicologia.com.pt/artigos/ver_artigo_licenciatura.php?codigo=TL0059&area=d15&subarea=d15D Para baixar o texto completo clique aqui: Luto e Religiosidade

Anúncios

Prática clínica e espiritualidade: Como (e a quem cabe) atender a demanda espiritual de pacientes com enfermidades crônicas? outubro 7, 2007

Posted by psicologiadareligiao in Aconselhamento Pastoral, Aconselhamento Psicológico, Espiritualidade, Pesquisas em Psic. da Relig., Saúde e Religiosidade.
2 comments

Estudos realizados junto a pacientes com enfermidades crônicas de difícil prognóstico (HIV, dores crônicas, cardiopatias, esclerose múltipla, pacientes terminais, etc) destacam a importância do enfrentamento religioso nesse contexto de cuidado, salientando, também, os benefícios daí advindos (Rivera-Ledesma, 2007). Tem-se constatado, a partir de várias pesquisas, a importância do “cuidado integral” em saúde. Apesar disto, o aspecto da espiritualidade muitas vezes fica de fora no atendimento aos pacientes, menos em razão de admitir ou não a sua importância, mas muito mais em função da dificuldade dos/as profissionais em levar à cabo tal atendimento. Rivera-Ledesma (2007, p. 125) afirma que

atender as necessidades espirituais dos pacientes sob cuidado médico é uma realidade clínica cotidiana nas unidades de traumatologia, oncologia, e em geral naquelas áreas onde o paciente se vê confrontado com sua própria morte ou a de um ser querido, e a Organização Mundial de Saúde tem enfatizado sua importância.”

Contudo, como fazer isto? Será que o atendimento às necessidades espirituais cabe exclusivamente ao capelão ou aos líderes religiosos? Qual a postura do/a psicólogo/a? Qual o papel do/a médico/a, enfermeiro/a, de cada clínico envolvido no atendimento aos pacientes em relação a essa questão?

Rivera-Ledesma debruça-se sobre este tema explorando “a inserção do espiritual nos quatro recursos psicoterápicos básicos que constituem o arsenal clínico em psicologia: o Acompanhamento, o Aconselhamento, a Psicoterapia e os Sistemas Psicoterápicos”. Para o autor do estudo, não se está em discussão a importância do atendimento espiritual aos pacientes, mas sim “como” realizar tal atendimento, uma vez que

cada especialidade parece expressar no enquadre clínico que lhe é característico distintos questionamentos profissionais e éticos, circunscrevendo sua atuação a um certo nível de intervenção em relação ao espiritual. Sem dúvida parece que não existe ainda um claro consenso que permita elucidar: ‘Quem deve ser responsável pelas necessidades espirituais de um paciente e como?'”

Este assunto foi objeto de reflexão e pesquisa de doutorado de Rivera-Ledesma, na cidade do México. Seu estudo em muito contribui para a prática clínica nas diferentes áreas profissionais (medicina, psicologia, líderes espirituais, capelães, enfermagem, etc) que se ocupam do cuidado integral em saúde. O autor conclue seu trabalhando lembrando da importância “de não se desdenhar da importância do espiritual. Esta área da vida humana que tem sido segregada do campo da psicologia, e que parece ser necessário hoje em dia, assinalar um lugar para além do apaixonamento/ardor da fé e do ceticismo academicista contemporâneo”.

Vale a pena ler esse trabalho com atenção.

Acesse o texto completo: Prática Clínica e Espiritualidade.

Ainda sobre Homossexualidade e Religião: uma análise sobre o tema no contexto da Igreja Católica setembro 16, 2007

Posted by psicologiadareligiao in Aconselhamento Pastoral, Aconselhamento Psicológico, ética, homossexualidade, Sexualidade, Sexualidade e Religião.
1 comment so far

 Tem sido bastante acessados os posts sobre “Homossexualidade e religiosidade” e “Sexualidade e Religião”, com disponibilização de textos sobre o tema – de  autoria do Prof. J. Farris . A análise de Farris sobre homossexualidade e religião tem como ponto de partida a perspectiva Protestante. Agora, apresentamos o tema na perspectiva da Igreja Católica, pelo professor Edênio Valle, professor de Psicologia da Religião e Ciências da Religião na PUC – SP.

Segundo Valle, com base em estudos de valor realizados no Brasil, a idéia de “que nada se move quanto às posições da Igreja Católica, da Teologia e de outros especialistas católicos que se pronunciam sobre o assunto” tem sido reforçada.  No entanto, essa idéia de que a Igreja teria parado nos tempos da inquisição não corresponde aos fatos, de acordo com a opinião do professor. Para ele,

Existe entre os psicólogos que estudam a religião um desconhecimento bastante generalizado a respeito do que a Igreja Católica diz oficialmente sobre ética sexual e homossexualidade. O que se sabe e se repete são generalizações sobre pronunciamentos do Vaticano, interpretadas segundo a ótica editorial dos veículos de comunicação e com base normalmente em coisas do passado, quando religião, ciência, direito e costumes viam a homossexualidade como doença e/ou como “crimen pessimum”.

Diante disso, Valle apresenta o pensamento ético que a Igreja Católica defende a respeito da homossexualidade com base em análise dos documentos oficiais da Igreja. Seu estudo é realizado desde a “perspectiva das ciências da religião, com ênfase na abordagem psicontropológica”.

Valle acredita que tem havido um deslocamento na posição da Igreja em relação ao tema  no que se refere, especificamente, “à pastoral (isto é, ao acolhimento e acompanhamento das pessoas)”. Segundo ele, “os textos eclesiásticos (e mais ainda, os dos teólogos) demonstram uma atitude de maior compreensão da complexidade do fenômeno homossexual, em cada um de seus múltiplos e distintos aspectos neurobiológicos (…), socio-antropológicos (…) psicológicos (…), históricos (…) e bíblico-teológicos ( …)”.

Acesse o texto completo, publicado pela REVER, aqui.

Posts relacionados:

Homossexualidade e religiosidade

Sexualidade e Religião

Aconselhamento Psicológico e Aconselhamento Pastoral/Espiritual setembro 3, 2007

Posted by psicologiadareligiao in Aconselhamento Psicológico, Congressos, Pastoral Care and Counselling, produção de subjetividade, sacrifício, Seminários.
add a comment

Na manhã do sábado de 25 de agosto/2007, no VI Seminário de Psicologia e Senso Religioso, a professora Yolanda Cintrão Forghieri (USP) apresentou uma palestra maravilhosa sob o título: Aconselhamento Psicológico e Espiritualidade. A professora Yolanda tem publicado um livro onde ela apresenta o suporte teórico e prático do aconselhamento terapêutico. Todos os volumes que estavam disponíveis para compra durante o evento foram esgotados – isso já dá uma idéia do interesse que o seu tema despertou nos/as participantes. Na Europa, o Aconselhamento Psicológico/Terapêutico tem sido amplamente praticado por pessoas formadas em cursos específicos, sob a denominação de “Pastoral Care (or Spiritual Care) and Couselling”. Assim, um amplo material (de qualidade!) tem sido produzido em torno desse tema. E faríamos bem em olhar com mais atenção (com menos preconceito mesmo!) a reflexão que tem sido desenvolvida sob essa designação de “Pastoral Care and Counselling”.

Aproveito para contar que participei do VIII Congresso Internacional promovido pelo ICPCC – International Council on Pastoral Care and Couselling, nos dias 07 a 14 de agosto/2007, na Polônia, sob o título, “TREASURE IN EARTHEN VESSELS” – O enfoque foi sobre o cuidado espiritual diante do nosso contexto atual de fragilidade/vulnerabilidade e destruição (sob a perspectiva individual e sistêmica). Lá, apresentei um workshop, juntamente com o prof. Berge Furre (Universidade de Oslo – Noruega),  sob o título: “Pós-Pentecostalismo e o ‘sacrifício do dinheiro’: um remédio para lidar com a fragilidade da subjetividade no contexto do capitalismo mundial?”. O prof. James Farris (UMESP) também participou do Congresso e seu workshop foi sobre Sexualidade na tradição religiosa cristã e nas outras culturas. Ele levou para o debate questões sobre opressão e libertação, relacionadas ao dualismo Agape e Eros.

Segue, aqui, o texto apresentado no workshop – por enquanto, em inglês,  apenas.

Post-Pentecostalism and the sacrifice of money: a remedy to face fragility in the contemporary capitalist world order?